segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Como fazer um Chepala (Motor-3) (Parte IV - final)

Sem a contribuição dos leitores este espaço não teria a menor graça. Digo isso porque um de nossos atentos leitores recordou que a revista Motor-3 publicou uma quarta reportagem sobre o maravilhoso Chepala 2,5, agora o teste com a relação de diferencial 3,54:1.

Meu scanner, justo agora, requereu uma aposentadoria precoce; por isso, seguem as fotos da reportagem e da capa da edição. Tão logo possível, fica o compromisso de que a reportagem e a capa serão devidamente digitalizadas.


 

A capa da edição nº.69, de março de 1986, anunciava as novidades do mercado europeu, a começar pelo fantástico Audi 200 Quattro, época em que a tração integral era uma tremenda novidade. Aqui, o Prêmio e o Santana, conquanto não fossem exatamente novidades, eram recentíssimos.
 

Notem que o JLV bem descreve as possibilidades do carro - e de como a relação do diferencial pode alterar substancialmente o comportamento dinâmico. Se bem escolhido, certamente formará um conjunto que vai agradar em cheio o dono.

Agora sim, esta é a última parte das reportagens da Motor-3 sobre o fantástico projeto do Chevette 2,5. Claro, ela não para por aqui - sabemos, por exemplo, da existência de diversos Chevette 4,1/S (além de tantas outras possibilidades) e o espaço está sempre aberto para tais informações. Se gostamos de carros originais, também devemos reconhecer que um Chevette bem preparado, com responsabilidade e segurança, tem um alto índice de diversão ao dirigir!

Por hoje é só!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço está sempre aberto para sua colaboração.
Os comentários são sempre bem-vindos.